Make your own free website on Tripod.com
DIFICULDADE DE DEGLUTIÇÃO

    Se você sente dificuldade para engolir o alimento (disfagia), ou beber água, ou dor quando engole, alimento preso, veja as hipóteses à baixo, e clique para investigar o que pode estar acontecendo:
 

 

ACALÁSIA DO ESÔFAGO

    A pessoa  pode sentir: Desconforto ou até mesmo dor ao engolir ( odinofagia) ou dificuldade para engolir ( disfagia), sensação de alimento preso no tórax. A pessoa costuma ingerir água para ajudar a descer o alimento. Ocorre regurgitação (o alimento volta para a boca ou para o terço superior do esôfago) quando a pessoa deita. Pode surgir dor que se irradia para o pescoço, braço e costas.
    É a incapacidade de relaxamento do esôfago para dar passagem para o alimento ( seria como se o alimento ficasse preso, entupindo o esôfago). É um hipertonia do esfíncter esofágico inferior. A maior incidência está entre 30 e 50 anos.
    Pode ser secundária à parasitose por Trypanosoma cruzi, com destruição nervosa do esôfago, onde surgi a acalásia.
    Obs:. Procure um gastroenterologista, não deite logo após a alimentação. Procurre logo um médico, pois pode ser tarde de mais!

O que pode fazer?
     Dilatadores pneumáticos favorecem a abertura do esfíncter inferior do esôfago . Casos avançados, fazer cirurgia, como a esofagocardiomiotomia.
 
 

DOR DE GARGANTA

    Causas:

    Pode ser de causa inflamatória, como uma gripe forte, porém, pode ser causada por bactérias como estreptococos, que podem ter podem repercursões tardias no coração e nas articulações ( febre reumática), mas isto é mais comum em crianças.

    1. Doenças inflamatórias:
        1.1.Virais:
        1.1.1 - Virus com trofismo respiratório ( rinovírus, coronavírus, vírus da influenza), principalmente se for associado a tosse, coriza e desconforto retroesternal ("dorzinha no peito")
        1.1.2 - Herpes Simples
        1.1.3 - Epstein Barr - EBV - causa a mononucleosa infecciosa :

                                                    Mal estar, febre, amigdalas inflamadas, hipertrofiadas ( inchadas )  e recorbetas por um exsudato  branco ( massa esbranquiçada). Linfonodos cervicais aumentam o volume de forma proeminente ( massa no pescoço ou gânglios inchados).

        1.1.4 - Vírus Coxsackie A (herpangina)
        1.2 - Bacteriana:
        1.2.1 : Estreptococos do grupo A de Lancifield - é a causa mais comum!

        Febre, linfoadenomegalia cervical sensível ( são gânglios pescoço crescem e ficam doloridos, procure embaixo da mandíbula), com amigdalite ( amigdalas inchadas, vermelhas e doloridas),dói quando engole. Na sua maioria os sintomas são leves, às vezes sendo necessário o uso de antibióticos. Procure o infectologista para fazer uma cultura de bactérias e receitar o melhor antibiótico. ATENÇÃO : Cuidado com crianças e adoloescentes que tem faringites muito intensas e mal tratadas, pois pode evoluir para uma febre reumática ( 2 semanas após o término da faringite), um problema que afeta o coração e que pode levar a morte.
        1.2.2 - Corynebacterium diphteriase - Difteria - É rara em nosso meio. Apresenta-se sob a forma de uma faringite, de intensidade variável, onde estão presentes alguns pontos branco-acinzentados no céu da boca, e nas amigdalas. Quando se encosta algum instrumento no local ("futuca o local"), a membrana ( o ponto) se descola e sai sangue!!! ( este é o sinal mais importante! Pode ser letal devido à obstrução das vias aérias superiores e devido à elaboração de toxinas pela bactéria, que afeta o coração e o sistema nervoso!. Se você detectou algum sinal parecido, procure o médico rápido!
        1.3 - Fúndica
        1.3.1 - Candidíase : mais frequente em aidéticos ou imunodeprimidos.
 

        2 - CAUSAS NÃO INFECCIOSAS:

    Alcoolismo crônico
    Tabagismo
    Drogas
    Traumas na orofaringe: espinha de peixe, osso de galinha, grão de feijão cru, etc.
    tireoidite
    Reação alérgica aguda com edema da úvula ou da faringe ou pela rinite alérgica ( coriza)
    Dor referida  : artrite cervical, neoplasias laringeas e hipofariongeas, etc.
    Refluxo gastroesofágico ( é o alimento voltando do estômago para a boca, sem ser pelo vômito)
 
 
 

Lesões de sistema nervoso que afeta a deglutição:

 
 
 
 
 
 

Problemas musculares:

    Qualquer doença muscular, como a miastenia gravis, pode levar a dificuldade de deglutição. Na miastenia gravis existe um defeito na condução neuromuscular afetando os músculos estriados e manifesta-se clinicamente por fraqueza , ptose e diplopia, sendo que o acometimento muscular da deglutição ocorre tardiamente podendo, entretando, ser a queixa inicial. O diagnóstico é estabelecido pelo teste terapêutico, obtendo-se alívio imediato após injeção de neostigmina.
    Vários músculos estão envolvidos com a deglutição.
    Problemas na motilidade da língua por lesão de grupo musculares ou por lesão nervosa no nervo hipoglosso.
 
 
 
 
 

Hérnia Hiatal

        Hérnia de Hiato é quando o esôfago sobe pelo hiato esofagiano do diafragma e leva consigo parte do estômago, sendo detectado pela endoscopia. Na endoscopia se vê a junção esofago-gástrica acima do hiato ( o normal é no nível ou abaixo do nível no hiato)
        Podem ser de dois tipos: hérnias por deslizamento ou hérnias paraesofagianas.
        Sintomas como náuseas, palidez, vômitos, dor torácica pode indicar uma hérnia de hiato onde o estômago foi para para o tórax.
 
 
 
 

Tumores esofágicos

    O carcinoma ( câncer) de esôfago pode-se originar em qualquer nível do esôfago, mas o terço inferior é a localiação mais freqüente. Ocorre predominantemente em homens acima dos  40 anos. Ele aparece e surge sintomas rapidamente. Há um importante e grave  emagracimento, falta de apetite  e dificuldade para comer sólidos.Depois com a piora da doença, até para beber água fica difícil.